Porque as Mulheres adoecem

Em outubro, organizações e comunidades em todo o mundo se reúnem para aumentar a conscientização acerca da saúde feminina, com ênfase no câncer de mama e de útero, que levam ao óbito milhares de mulheres todos os anos. 

Aqui no Coworking Saúde Integrada, como um espaço de atenção à totalidade do ser humano, vamos discorrer sobre alguns pontos fundamentais para entender o surgimento dessas enfermidades, com as considerações da fundadora do Coworking Saúde Integrada e psicóloga clínica, Osmarina Vyel. 

A fisiologia oculta do feminino

Para começar este assunto, é necessário que seja dito sobre como se inicia esse processo. Muito se fala da parte física do Ser, mas precisamos ampliar o tema e entender como funciona isso quando falamos da parte cosmológica.  

Ups! Cosmologia, o que é isso?

Cosmologia é o ramo da astronomia que se foca em estudar a origem, a evolução, a composição e a estrutura do Universo. O objetivo é buscar compreender questões científicas e filosóficas dos seres humanos e sua correlação com Universo. 

Quando falamos em cosmologia para explicar a formação da essência dos aspectos masculino e feminino, precisamos compreender sua origem nas partes mais sutis, do campo energético, é neste lugar que percebemos o princípio masculino e o princípio feminino. Esses dois princípios atuam como uma eterna dança cósmica, uma cópula constante que vai condensando toda essa energia, do sutil para o denso, até chegar no aspecto psíquico e físico, formando então um corpo masculino e um corpo feminino.

Imagine uma folha de papel: quando você olha para ela, é somente uma folha de papel, branca, compacta. Mas se você a coloca diante da luz, verá pequenos furinhos que deixam a luz do sol passar. Assim é o nosso corpo físico. 

Ao mesmo tempo que estamos compactos, essa luz, essa energia vital, cósmica, flui pelo nosso corpo dando movimento fluídico.

Quanto mais compacto for o corpo físico maior será a dificuldade de a energia natural percorrer pelo corpo humano, ou seja, quanto mais enrijecido ele estiver, mais fechado estarão esses pequenos orifícios por onde a luz sutil percorre no corpo físico.

Para o psiquiatra Carl Gustav Jung, estes princípios, masculino e feminino, estão presentes em ambos os corpos que ele denomina como anima e animus.

Num corpo de mulher, o princípio masculino fica em segundo plano, mas se faz presente, e no corpo masculino, o princípio feminino que se manterá em segundo plano.

O princípio masculino define o corpo do homem, dando-lhe mais força muscular, mais energia de luta, mais ação e foco. O corpo e a psiquê masculina foi se desenvolvendo ao longo da trajetória humana, primeiramente pela necessidade da caça e das guerras. Já o feminino, desenvolveu mais a intuição, amorosidade, ternura, delicadeza, pois precisava encantar seus provedores e também cuidar dos filhos e de suas moradias. Além disso, a mulher tinha uma relação social com outras mulheres da tribo ou comunidade onde viviam, enquanto esperavam pelos seus homens. 

É natural ver esta evolução em muitas raças e tribos.

E é esperado que estes dois princípios fluam em conjunto como a dança cósmica citada acima. Separados, são improdutivos, pois um depende do outro.

Na opinião do monge e escritor, Omraam Mikhaél Aivanhov, o princípio masculino é representado pelo espírito e o intelecto, e o princípio feminino pela alma e o coração.

Trazendo estes dizeres para nossa realidade, existe algum corpo que possa viver sem intelecto e coração / ou sem espírito e alma?

Mulheres tão inteiras e tão destruídas

Agora posso falar o porque as mulheres adoecem e desenvolvem o câncer de mama e de útero. Sem elas perceberem, negam sua essência por infinitas razões, mas sejam quais forem estas razões, o fluxo da energia feminina está sendo bloqueado. É sabido que vivemos em uma sociedade totalmente ativa, portanto o fluxo de energia masculino predomina também num corpo feminino, há uma pressão social e pessoal em ter que ser boa em tudo.

Como um corpo feminino pode suportar tamanha demanda de ação?

Sua psiquê e suas células não reconhecem esse padrão de ação constante. 

Há cobrança “diuturnamente” que devem ser boas como mães, esposas, amantes, profissional e ainda se manter na ditadura do corpo perfeito.

A frustração e o sentimento de culpa  por não conseguir sustentar as demandas de todos os departamentos da vida permite que elas entrem em um looping constante de stress, gerando acidez por longo tempo em seus corpos, disfunção das glândulas, principalmente da tireoide, ganho de peso, pois a  mulher esqueceu que está num corpo feminino e pensa e age como se estivesse num corpo masculino.

É muito comum receber mulheres empreendedoras em meu consultório, doentes pelo simples fato de não se dar tempo para repousar, descansar e se reconectar com sua essência, leve, amorosa e delicada.

Voltando ao exemplo do papel, conforme se valoriza coisas que não têm a ver com a  natureza do que se é, o furinhos do papel se fecham impedindo o fluxo da vida em sua plenitude e assim as doenças começam a se materializar, pois elas passam a se  alimentar apenas  com a energia do físico, desconectadas com o cosmo e com a matriz principal, em ambientes ácidos perdem a comunicação entre si e começam a trabalhar de forma desorganizada, gerando os vários distúrbios como  tumores de mama e útero. 

O poder feminino é uma força sem igual

Quando a mulher está em equilíbrio ela pode gerar e transformar o quiser,

mas quando fora da sua essência, de seu ponto de equilíbrio, ela se torna autodestrutiva e também destrutiva com tudo que está próxima dela. 

Observemos por um instante a sociedade: ela está tão destrutiva porque falta essa força feminina. Vemos muito mais a força de ação masculina ativa, do que a parte da passividade. Nós temos muito mais forças ativas que passivas e ambas deveriam estar naquela dança cósmica que falamos lá no começo! Onde uma depende da outra para que possamos materializar harmonia e paz.

Se cada mulher começar a fluir dentro do que é, dentro de sua natureza, teremos muito mais para ofertar como verdadeiras agentes de mudança, sendo elas internas ou não.  

E é isso o que devemos celebrar e ressignificar: nos conectar, cada dia mais, com nosso princípio feminino. Cuidando do nosso corpo, das nossas emoções, da nossa energia, da nossa alma e nutrindo com amor quem está à nossa volta. 

A Cultura Inca e a Pachamama

Gosto da filosofia Inca representada pela imagem da Pachamama, simbolismo puro do princípio feminino.

Em muitas gravuras, a Pachamama está com a vulva aberta, onde absorve toda essa energia que vem do universo e com as mamas expostas, em algumas representações com leite ou água jorrando, simbolizando o poder de nutrir tudo que está ao seu redor.

Isso somos nós, enquanto corpos femininos, enquanto essência feminina. 

Dedico a todas as mulheres deste planeta, o Manifesto que criamos para o Outubro Rosa:

“Eu floresço onde quer que a vida me plante.

Qualquer que seja meu caminho, com lágrimas e sorrisos.

Eu me alimento das minhas experiências e cresço em delicada fortaleza.

Eu me manifesto no mais puro do meu ser em cada florescer e todos poderão sentir o meu aroma em cada respiração profunda e nela poderá encontrar o amor, o perdão e a cura”.

O resgate das faces feminina e a profissão adequada

Qual será você?

Afrodite: A mulher com o perfil Afrodite precisa sentir paixão por tudo que faz. Ela preza o amor pela arte e beleza também na carreira. Caso ela não trabalhe especificamente com arte, fará questão de decorar seu local de trabalho, ou pelo menos a sua mesa. A mulher Afrodite sempre vai trabalhar vestida com roupas bem femininas, são sensuais e sedutoras.

Presa pelo bom relacionamento em todos os ambientes.

Se tiver que escolher entre ganhar e gerar desconforto na relação prefere perder e manter boas relações.

Palavras que definem a mulher Afrodite: sensualidade e amor.

Atena: O trabalho é um grande prazer para a mulher perfil Atena. A alegria em trabalhar melhora a capacidade de comunicação no ambiente profissional. 

Se alimenta pelo seu intelecto.

A mulher com a energia da Atena é competitiva, valoriza mais o trabalho que a família e relações amorosas.

Prefere usar roupas práticas e formais.

Palavras que definem a mulher Atena: conhecimento e trabalho.

Deméter: Seu perfil é definido pelo aspecto de proteção e cuidados. Esta mulher leva comida que ela mesma fez para almoçar, oferece quitutes para os colegas e coloca fotos da família em seu espaço de trabalho.

O perfil da mulher Deméter se caracteriza pelo prazer em nutrir sua família e todos que estão a sua volta. Seu prazer está em ver as pessoas que ama bem e felizes, mesmo que isso possa gerar algum desconforto para si mesma.

Não ocupa seu tempo em prestar atenção em sua aparência ou como se veste 

Palavras que definem a mulher Deméter: acolhimento e proteção.

Ártemis: A mulher Ártemis tem dificuldade para cumprir ordens e a liberdade de expressão é o fator que trará felicidade profissional. É provável que não se adapte a ambientes fechados.

O perfil da mulher Ártemis caracteriza pela liberdade. Seu foco está na compaixão pelos animais, crianças e pelo planeta.

Gosta de atividades físicas com velocidade e prefere roupas e sapatos que não prendem seu corpo.

Não se prende a relacionamentos amorosos, pois não gosta de se sentir presa ou dar satisfação a alguém.

Palavras que definem a mulher Ártemis: liberdade e compaixão.

Perséfone: O ponto mais forte no perfil da mulher Perséfone é a espiritualidade e intuição, Perséfone vê o que ninguém está vendo. Prefere ficar só que na companhia de outras pessoas.

Perfil ideal para atuar na cura através de ervas medicinais e tudo que remete a conexão existencial.

Facilmente identificamos o perfil da mulher Perséfone pois gosta de roupas confortáveis, soltas e pés descalços.

Palavras que definem a mulher Perséfone: espiritualidade e intuição.

Hera: A mulher Hera gosta de liderar e adora quando precisam usar sua criatividade para organizar eventos.

Ela preza pela aparência e estilo e ser o foco das atenções.

Sua energia está canalizada em ser valorizada pelo requinte, mesmo que não seja sua realidade. Gosta de joias, brilhos, roupas caras e estar em evidência. Entre escolher por uma relação amorosa e ou relacionamento de lhe dará status, escolhe o segundo.

O perfil da mulher Hera se nota pela liderança, estilo e cultura.

Palavras que definem a mulher Hera: conservadora e culta.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email

Fique por dentro

Veja Mais

Whatsapp